Quem tem direito ao Bolsa Família 2021

Quem tem direito ao Bolsa Família 2021

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre quem tem direito ao Bolsa Família 2021 e é bem comum se fazer várias confusões sobre o tema. O Bolsa Família foi criado em 2003 e transformado em lei em 2004 no governo Lula e, de lá para cá, vem ajudando muitas famílias carentes pelo país.

As pessoas que podem receber os benefícios são aquelas que se encontram em situação de pobreza ou de extrema pobreza. Mas você sabe o que significa esses termos e qual a renda que cada um deles abrange?

Caso não saiba, não se preocupe, abaixo verá isso, informações sobre como ver a lista de beneficiários do programa e como fazer o cadastro para pleitear o benefício.

Quem tem direito ao Bolsa Família 2021
Quem tem direito ao Bolsa Família 2021

Quem tem direito ao Bolsa Família 2021

No ano de 2021 as famílias que tem direito ao benefício são:

Famílias em situação de extrema pobreza

As famílias em situação de extrema pobreza são aquelas que possuem renda per capita que pode variar de R$ 0,00 a R$ 89,00.

Todas as famílias nessa situação tem direito ao Bolsa Família. Não sendo, assim, necessário possuir menor de idade ou gestante no domicílio.

Famílias em situação de pobreza

As famílias em situação de pobreza são aquelas que possuem renda per capita variando de R$ 89,01 a R$ 178,00. Nesse caso é necessário ter gestante ou menor de idade na residência para que possa receber o benefício.

Ou seja, se a família for constituída apenas por maiores de idade e a família estiver em condição de pobreza, então, ela não possui direito ao benefício do Bolsa Família.

Curiosidade: O que é renda per capita?

Para receber algum benefício vinculado ao Bolsa Família é necessário estar dentro de uma das faixas de renda per capita descritas anteriormente.

Mas o que isso significa?

É a soma de todas as rendas obtidas pela família dividida por todos os integrantes familiares.

Exemplo:

Uma casa possui 5 pessoas e duas dessas trabalham, sendo que uma ganha R$280,00 e a outra R$200,00 por mês com trabalhos informais.

Soma-se as duas rendas, o que dá R$480,00, e divide-se pelo número de pessoas na casa.

Então, o cálculo da renda per capita seria:

R$480 ÷ 5 = R$96,00.

Logo R$96,00 seria a renda per capita da nossa família fictícia.

Lista de Beneficiários do Bolsa Família 2021

Lista de Beneficiários do Bolsa Família por Cidade

Várias pessoas possuem dúvidas sobre como ver a lista de beneficiários do Bolsa Família por cidade.

Ela pode ser vista através da Consulta Pública Bolsa Família. Podendo ser acessada através do link abaixo:

Para ter acesso à lista deve-se selecionar a opção “Consulta benefícios por município”, selecionar o Estado, selecionar o Município e a Folha de Pagamento.

Após isso aparecerá um botão para fazer o download da lista, basta clicar nele e esperar baixar.

Denúncias de possíveis irregularidades

Caso ache que uma pessoa que recebe não esteja dentro dos critérios para o recebimento denuncie a mesma pois o dinheiro sai do bolso de todos nós brasileiros.

Para fazer isso existem vários canais como:

  • Ministério Público;
  • Gestão Municipal do Cadastro Único;
  • Polícia Federal;
  • Entre outros.

Outra forma de fazer isso é através da Ouvidoria do MDS, que é, inclusive, a mais recomendada pois é esse órgão que gerencia todo o processo do Cadastro Único e do Bolsa Família.

Cadastro do Bolsa Família em 2021

A Gestão Municipal do Cadastro Único é o setor responsável em seu município por fazer o cadastro utilizado para a seleção dos beneficiários do Bolsa Família.

Normalmente é um órgão vinculado à Secretaria de Assistência Social do município. Mas isso pode variar tendo um órgão específico destinado ao cadastro ou, mesmo, ter atendimento no CRAS da sua cidade.

Portanto deverá buscar informações sobre onde deverá comparecer para fazer o cadastro.

Qual a documentação necessária?

A documentação obrigatória é:

  • CPF ou Título de Eleitor do Responsável Familiar; e
  • Um documento de cada uma das pessoas da casa.

Documentação que pode ser solicitada:

Embora sem os documentos acima não seja possível realizar o cadastro, o entrevistador poderá solicitar outros documentos para facilitar o atendimento e esclarecer possíveis dúvidas. Os principais documentos que podem ser pedidos são:

  • Comprovante de residência;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Carteira de Identidade;
  • Carteira de Trabalho;
  • Certidão Negativa do INSS ou Comprovante de Pagamentos Retirado Junto ao INSS; e/ou
  • Contracheque, Holerite ou Comprovante de Recebimento de Salário.

Cabe a cada município escolher qual será a documentação necessária para a confecção do cadastro.

Isso vai depender da situação familiar e da facilidade da obtenção dos documentos no município em que a família mora.

Na dúvida leve tudo, melhor levar a documentação completa e pecar pelo exagero que levar menos documentos e não poder fazer o cadastro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *